Pouco mais de três meses após ser baleado de raspão, no Alto Boqueirão, Marcos Aurélio de Andrade, 44 anos, foi novamente vítima de atentado, desta vez a facadas. O crime aconteceu na noite de domingo, na Rua Engenheiro Luiz Carlos de Oliveira Borges, e o homem morreu em seguida, no Hospital Evangélico.

A Delegacia de Homicídios tenta apurar o motivo das facadas e se o autor é o mesmo que baleou a vítima, em 31 de julho, na mesma rua. De acordo com o delegado Rubens Recalcatti, após a morte de Marcos, conhecidos dele destruíram a residência do suspeito, que ainda não foi identificado oficialmente. Marcos não tinha passagens pela polícia.