O pintor Carlos Prussak, 31 anos, morreu ontem no Hospital Evangélico. De acordo com a Delegacia de Homicídios, Carlos era usuário de droga e foi baleado com dois tiros no braço e barriga, na noite de 17 de abril, no Conjunto Caiuá, Cidade Industrial. Parentes informaram à polícia que a vítima não tinha residência fixa. Não há informações sobre suspeito.