Semáforo não evitou desastre.

Quando atravessava a Rua Tibagi, próximo ao cruzamento da Amintas de Barros, no centro da cidade, João Luiz de Mendonça, 50 anos, foi atropelado e morto pelo ônibus ligeirinho, placa ABW-5926, conduzido por Ronei Leocárdio, 31. O motorista disse que a vítima bateu na lateral do ônibus e ele nada pôde fazer para evitar o acidente.

Os comerciantes que trabalham na rua alegaram que João Luiz não teve tempo para atravessar a rua. “O sinaleiro abre muito rápido. Nem dá tempo para atravessar a rua e os carros já arrancam”, reclamou Salete de Oliveira, 29, que trabalha em frente ao local do acidente. “Já reclamamos junto a Urbs, mas eles vieram aqui e alegaram que não há problema com o tempo que o sinaleiro permanece aberto. Esta não é a primeira vez e não será a última. É muito perigoso este cruzamento”, disse o comerciante Nestor Pimenta, 70.