enkontra.com
Fechar busca

Painel do Crime

Fim da fome

Governo do Paraná determina compra de ração

Após denúncia do Paraná Online, cães voltarão a ter porção integral de ração

  • Por Tribuna Do Paraná

O governo do Estado determinou ontem que verba emergencial fosse remanejada para compra de ração para os cães da Polícia Militar. Segundo a Secretaria da Segurança Pública, a licitação está em trâmite para que seja normalizada aquisição de alimento para os animais, entretanto, não informou o prazo para definição do fornecedor de ração.

A determinação aconteceu depois que o Paraná Online divulgou documento com a ordem da Diretoria de Apoio Logístico da PM, para que todos os comandos regionais, detentores de canis, reduzissem para 400 gramas a porção diária de ração para cada cão.

O racionamento de alimento foi aplicado apenas aos animais da PM. Os nove cães pertencentes ao recém-criado canil da Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc) da Polícia Civil, não sofrem qualquer restrição alimentar. A PM não divulgou o número de cães de seus 17 canis espalhados pelo estado.

De acordo com alguns policiais que trabalham com os animais no Canil Central da PM, no Pilarzinho, a porção que os cães recebiam chegava até a um quilo e meio. A ordem explicava que cães fossem usados somente em casos excepcionais.

Resposta

Segundo nota da assessoria da PM, “não está faltando alimento para os cães da corporação, apenas houve um racionamento na quantidade diária para que não falte comida até a licitação para compra de ração”.

O governador Beto Richa (PSDB), disse em seu perfil no Twitter, ter determinado “imediata regularização de todos os processos internos relativos aos animais sob guarda da PM”. Ele negou que os cães estivessem passando fome.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Últimas Notícias

Mais comentadas