O deputado estadual Gilberto Ribeiro (PSB), 45 anos, segundo mais votado do Paraná na última eleição e apresentador de um programa na televisão, está sendo acusado de dirigir embriagado, atropelar um adolescente e fugir sem prestar socorro à vítima, em Piraquara.

O acidente aconteceu pouco antes das 22h30 de sábado, na Rua João Batista Vera, no Jardim Primavera. O garoto William Sanches da Conceição, 14 anos, foi atingido pela caminhonete S-10 do parlamentar, placa ATC-8681.

Com cortes no rosto, na orelha direita e escoriações pelo corpo, o menino foi encaminhado ao Hospital de São José dos Pinhais e recebeu alta na tarde de domingo.

Ontem, o deputado usou a tribuna da Assembléia Legislativa para se defender da acusação, alegando que não estava bêbado, não conduzia o veículo e chamou a polícia para pedir socorro à vítima.

Gilberto Ribeiro deverá responder por lesão corporal culposa e omissão de socorro. Caso seja comprovado que dirigia sob efeito de álcool, também deverá ser indiciado por embriaguez ao volante.

Quatro pessoas foram ouvidas na delegacia de Piraquara e confirmaram a acusação “O inquérito foi instaurado e, embora não haja provas contra o deputado, existem indícios. Testemunhas afirmam que ele estava dirigindo embriagado e fugiu do local sem prestar socorro”, disse o superintendente Marcos Furtado.

Entre as pessoas que prestaram depoimento, estão a vítima e o pai. “Eles relataram que o deputado foi desviar um buraco e atropelou o menino. Vamos ouvir mais testemunhas e colher provas que irão confirmar ou não as informações”, acrescentou Furtado. Em entrevista à Rádio Banda B, o pai do adolescente, Daniel Alves Conceição, disse que, quando chegou ao local do acidente, não encontrou o parlamentar.

Defesa

O parlamentar admitiu que estava no veículo que causou o acidente, porém nega que estivesse dirigindo. De acordo com ele, o motorista era um funcionário seu, identificado como Christofer.

“Nós não estávamos bêbados nem voltando de um bar, como foi especulado. Estávamos retornando de uma chácara em Quatro Barras”, disse, durante discurso na Assembléia Legislativa, na tarde de ontem.

Gilberto Ribeiro declarou ainda que prestou socorro à vítima. “Na hora da batida, pedi para o motorista parar o carro, desci e fui reconhecido”, afirmou. Ela alega que, para evitar confusão, deixou o local, mas ligou para a polícia pedindo atendimento do Siate.

Afastamento

A Rede Independência de Comunicação (Ric), informou que Gilberto Ribeiro ficará afastado da apresentação do programa Balanço Geral até que terminem as investigações da polícia. De acordo com a nota emitida pela emissora, o objetivo da decisão é não interferir no andamento das investigações.