O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) prendeu na manhã três pessoas suspeitas de envolvimento na exploração sexual de menores em Londrina, na região norte do Paraná.

Foram presos o policial civil Jeferson Pereira dos Santos, além de o delegado da Receita Estadual da cidade, José Luiz Favoretto Pereira e o ex-assessor do governo do Paraná Marcelo Caramori.

De acordo com o Gaeco, Caramori havia sido preso em janeiro vez sob a suspeita de estupro a uma menor de 14 anos. Ele tinha sido liberado no último dia 10. Os nomes dos suspeitos constam em depoimentos prestados pelas meninas envolvidas.

Segundo o Gaeco, o delegado da receita foi preso em um condomínio na cidade de Londrina. O policial em seu apartamento.

Afastado

Em nota, a Polícia Civil informou que Jefferson dos Santos foi imediatamente afastado de suas funções e passará responder a um processo administrativo disciplinar junto à Corregedoria Geral da Polícia Civil. Ao fim deste processo, ele poderá inclusive ser demitido da Polícia Civil, se ficar comprovado seu envolvimento e se assim entender o Conselho da Polícia Civil, órgão máximo da instituição e que deverá julgar o caso.

A prisão de Santos foi acompanhada pelo delegado Alan Flore, titular da Corregedoria de Área de Londrina da Polícia Civil. Santos está sendo transferido neste momento para Curitiba, onde cumprirá a prisão preventiva na carceragem da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV).