A Polícia Federal deflagrou na manhã de ontem, a Operação Olho de Boi, que investiga a falsificação e uso irregular de selos do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro), sobretudo em extintores de incêndio de carros. Cinco pessoas foram presas, uma em Curitiba.

Os policiais tinham sete mandados de prisão e 33 de busca e apreensão no Paraná, Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Goiás e o Distrito Federal. A operação está sendo realizada por 33 equipes, integradas por 160 policiais federais e 16 servidores do Inmetro.

Enganação

De acordo com a assessoria da PF, as empresas simplesmente colocavam os selos de autenticação do Inmetro, falsos e verdadeiros, em extintores de incêndio e os revendiam como se tivessem sido recarregados.

A investigação começou há seis meses, após denúncias. Os envolvidos devem respondem por falsificação de selo ou sinal público e de documento público, falsidade ideológica, formação de quadrilha e corrupção passiva, com penas que podem variar de 2 a 20 anos.