João e David admitiram ter
recebido dinheiro no lavacar.

Acusados de extorquir o dono de um lavacar, os irmãos Davi Alfredo Gonçalves, 22 anos, e João Alfredo Gonçalves, 20, foram presos em flagrante por policiais militares e conduzidos ao 5.º Distrito (Bacacheri).

O proprietário do lavacar, Wilson Rócio Perico, informou que, no último dia 24, os irmãos chegaram em seu estabelecimento, identificaram-se como funcionários da Sanepar, e informaram que havia um arame em seu hidrômetro, acusando-o de inventar um mecanismo para diminuir a conta de água. Em seguida avisaram que iriam multá-lo e ele teria que pagar R$ 600,00. “Eles me pediram R$ 200,00 para esquecer o assunto. Eu dei R$ 50,00 e disse que não tinha mais dinheiro, mas outro dia daria o restante”, contou Wilson. Assim que os irmãos saíram do local, telefonou para a Sanepar e descobriu que havia sido enganado.

Ele informou que às 14h de ontem, um funcionário lhe telefonou e disse que os dois rapazes estavam lá e queriam mais dinheiro. “Por sorte encontrei uma viatura da Polícia Militar. Relatei a situação e eles me orientaram a tirar xerox das notas. Depois me acompanharam e prenderam os dois em flagrante”, disse a vítima.

Confissão

João e Davi contaram que trabalham em uma empresa terceirizada da Sanepar. “Havia mesmo o arame para impedir que o hidrômetro rodasse. Foi ele quem ofereceu dinheiro para nós. O Davi não queria aceitar, mas ganhamos pouco e eu o convenci”, contou João. Ele garantiu que só retornou porque o dono do lavacar havia lhe prometido mais dinheiro.