Um boné e um par de tênis. Este foi o valor dado à vida do jovem Thiago Rafael de Lima, 20 anos. Ele foi assassinado na noite de sábado, na frente da mãe, na esquina das ruas Rancho Alegre e Marte, no Sítio Cercado.

Por volta das 19h40, mãe e filho caminhavam rumo a casa deles, pela Rua Francisco Lobo. O bate-papo foi interrompido por três indivíduos, que estavam de bicicleta, e cercaram Thiago, dando voz de assalto. Sob a mira de um revólver, ele entregou o boné e o tênis, sem esboçar qualquer reação. Aparentemente o trio teria ido embora, mas momentos depois do roubo eles voltaram e assassinaram Thiago com um tiro no peito. O rapaz tombou morto no asfalto na frente da mãe, que desesperada tentou socorrer o filho.

Os assassinos usavam boné e capuz, o que impossibilita que a mãe os identifique. O caso foi passado à Delegacia de Furtos e Roubos, responsável pelas investigações dos latrocínios que acontecem na capital. Até ontem a polícia ainda não tinha pistas dos criminosos.