Lucimar do Carmo
José aplicava golpes
com cheques furtados.

Ao visitar sua ex-mulher ao meio-dia de ontem, José Flávio da Silva, 53 anos, foi executado com seis tiros, na Rua Joaquina Maria Souza, 160, Jardim Guarituba, em Piraquara. Atingido na cabeça, peito, perna e braço, por disparos de calibres 380 e 38, ele tombou morto na porta da cozinha da casa.

De acordo com testemunhas, logo que José chegou, dois homens armados de pistola e revólver, usando capuz, entraram atrás. Para tentar escapar da morte, José ainda quis se esconder dentro da casa, mas foi perseguido pelos criminosos, que fugiram sem serem identificados.

O superintendente Dionísio Socool, da DP de Piraquara, informou que a ex-mulher de José, Maria Aparecida Barbosa, 51, contou aos policiais que há poucos dias ele estava com um talonário de cheques furtado e repassando cheques para várias pessoas. "Ela disse que os dois estavam separados, mas que José não se conformava e sempre a incomodava. Segundo a Maria Aparecida, dias atrás ele jogou gasolina em volta de sua casa e ameaçou atear fogo", salientou o policial. Ele acredita que o motivo do homicídio foi dívidas ou golpes. "O José estava dando golpes com cheque furtado. Além disso, ele pediu dinheiro emprestado e não pagou, fazia compras fiado e também não quitava as dívidas. Isso deve ter motivado o crime", salientou o superintendente. "A ex-mulher dele nos contou que ele estaria com mandado de prisão decretado por estelionato pela Comarca de Matinhos, mas esta informação não consta no sistema de registros criminais da Polícia Civil", contou o policial.