Um negócio mal feito pode ter sido o motivo da morte de Natanael Ribeiro da Silva, 42 anos, às 18h de quinta-feira. Ele foi executado com oito tiros, no fim da Rua Apostolo Simão, Jardim Acrópole, no Cajuru. Os soldados Fogaça e Leal, do 20.º Batalhão da Polícia Militar, disseram que ninguém deu detalhes do crime.

Renato Ribeiro da Silva, irmão de Natanael, disse que ele morava há muitos anos na vila e sobrevivia fazendo rolos. “Ele comprava carros, terrenos, motocicletas e revendia-os. Recentemente ele comprou uma lanchonete e, durante a negociação, foi ameaçado de morte”, explicou o irmão da vítima.

O delegado Alexandre Bonzato, da Delegacia de Homicídios (DH), disse que os familiares deverão ser ouvidos na delegacia nos próximos dias. “Os investigadores já estão trabalhando no caso, ouvindo vizinhos, amigos, e pessoas do relacionamento da vítima. Vamos traçar uma linha de investigação e trabalhar até o caso ser solucionado”, garantiu.