O ex-presidiário Adilson Santos Pontes, o “Cacique”, 22 anos, foi executado com um tiro na boca, na madrugada de ontem, no Jardim Graziele, em Almirante Tamandaré.

Segundo a polícia, a vítima já era perseguida há pelo menos dois anos por desafetos que conseguiram encontrá-lo por volta de 4h30 na Rua Padre Tadeu Diedezic, região de intenso tráfico de drogas, conforme a Polícia Militar.

O caso está sendo investigado pela delegacia de Almirante Tamandaré, que, por enquanto, não tem informação sobre suspeito e motivo do crime. Mas a principal hipótese é de acerto de contas, principalmente porque Adilson esteve preso por assalto e porte ilegal de arma em 2007, na Delegacia de Furtos e Roubos (DFR), em Curitiba.

Ele ficou na cadeia de abril a dezembro daquele ano, quando saiu com alvará de soltura. Apesar de ter apenas uma passagem pela polícia, informações da Polícia Civil dão conta que Adilson era suspeito de vários roubos.