O ex-prefeito de Rio Branco do Sul, João Dirceu Nazzari, e seu amigo José Antenogenes Faria, conhecido como “Zé Keti”, foram executados brutalmente na noite deste domingo (12), durante a premiação de um campeonato de futebol, em uma quadra de grama sintética, no bairro Madre. Por volta das 20h20, quando João foi chamado para entregar os troféus, um grupo de homens armados invadiu o local e assassinou o ex-prefeito e o amigo, com disparos de calibre 12 na cabeça.

Havia centenas de pessoas assistindo a premiação. Duas também acabaram baleadas e foram socorridas ao hospital. De acordo com testemunhas, alguns dos atiradores fugiram pulando o muro da propriedade e desceram o barranco de mato alto. Cápsulas de escopeta foram encontradas pelo caminho.

A polícia chegou pouco tempo depois, mas não cruzou com os assassinos. Os portões foram fechados e o local foi isolado. Rapidamente a Rua Antônio Elias ficou congestionada com o volume de veículos.

Diversas unidades das polícias Civil e Militar estiveram no local, inclusive algumas equipes das forças especiais. No entanto, ninguém quis comentar o crime. Peritos do Instituto de Criminalísticas se limitaram a dizer que a investigação é bastante sigilosa. O delegado Rubens Recalcatti, parente de uma das vítimas, comentou que a polícia já tem pistas dos autores.

Joã foi prefeito entre 1997 e 2000. Foto: Lineu Filho.

Popular

João era empresário e foi prefeito de Rio Branco do Sul entre 1997 e 2000. Ele continuava muito popular na cidade e costumava ser convidado para eventos. Era um dos patrocinadores da premiação do campeonato de futebol no qual foi morto.

“Acredito que a intenção dos assassinos, ou de quem os mandou, era que o crime tivesse ‘plateia’”, disse uma testemunha, que pediu para não ter o nome divulgado. Algumas mensagens informando sobre o duplo homicídio foram publicadas na internet, por pessoas que estavam no local.

Crime parecido

Há pouco mais de um ano, no começo de março de 2014, o empresário Nestor Francisco da Silva Filho, foi executado quando estava jogando bilhar com amigos em um bar da cidade. Ele também foi atacado por um grupo que usava armas de grosso calibre. A polícia suspeita que o crime tenha ligação com o assassinato de João Nazzari e Zé Keti.

Prefeito

No começo de março de 2010, o então prefeito de Rio Branco do Sul, Adel Rutz, foi assassinado a tiros quando chegava em casa, no centro da cidade. A ex-mulher dele chegou a ser presa, suspeita de ser a mandante do crime, mas foi solta meses depois.