São Paulo – Ao parar uma pick-up Corsa, com placa de Curitiba, para vistoriar, no Km 361 da rodovia Assis Chateaubriand (SP-425), à altura da cidade de Parapuã, no interior paulista, policiais rodoviários estaduais descobriram sob a caçamba uma carga de tijolos de maconha prensada, pesando cerca de 66 quilos. O motorista era um policial civil aposentado do Paraná. Ele foi autuado em flagrante, por tráfico pela Delegacia de Investigações sobre Entorpecentes de Tupã. A droga seria entregue ao receptador na cidade de São José do Rio Preto.

O ex-policial Artur Souza Silva Neto, de 51 anos, saiu de Curitiba na tarde de sexta-feira e pretendia chegar ao destino na mesma noite. Ao ser surpreendido naquele ponto, a cerca de 520 km da capital, ele alegou que desconhecia o que estava transportando e que a ordem era apenas entregar o veículo para uma pessoa em Rio Preto.

Os policiais rodoviários afirmam que não houve denúncia e que abordagem da pick-up, que trafegava no sentido de Presidente Prudente a São José do Rio Preto, foi casual. Porém, o nervosismo do motorista e a tentativa de disfarçar calma, apresentando-se como policial civil aposentado, despertou a suspeita de que estivesse envolvido com algum tipo de delito. Daí, a vistoria mais esmerada, que levou ao encontro da carga no vão, sob a caçamba.

Como insistiu em afirmar o desconhecimento da carga, ao ser autuado em flagrante, o preso alegou não saber qual a origem da droga e se o destino final seria mesmo aquela cidade ou se seguiria para outra localidade.