Bismark, Maurício e Rogério
foram capturados por PMs.

Um ex-garçom de uma churrascaria na BR-116, Jardim Social, voltou ao estabelecimento para pegar uma “gorjeta”, às 23h30 de terça-feira. Ele e mais quatro indivíduos roubaram 1.800 reais e fugiram em um Fusca vermelho. Acusados de fazer parte da quadrilha, Rogério de Sousa Dias, 23 anos, Maurício da Silva, 24, e Bismark Rosa Gomes, 27, foram detidos no Cajuru, por policiais militares do Regimento de Polícia Montada, RPMont.

O trio foi abordado na Rua José Demeterco e com ele apreendido uma faca de açougueiro, um revólver, calibre 38, lixado, e munição para a arma, além de um cachimbo de alumínio. Maurício e Bismark negaram qualquer participação no assalto. “Paramos para pedir fogo para o cigarro, quando a polícia chegou”, afirmaram. Rogério, que trabalhou como garçom no restaurante há cerca de seis meses, confirmou tê-lo assaltado. “Estava junto”, resumiu, assumindo que ele foi um dos que entraram armados no estabelecimento.

Cinco

Para o tenente Baran, os três estão envolvidos. “Eles foram reconhecidos pelas vítimas”, disse, acrescentando que Bismark teria tentado jogar o revólver fora, com a aproximação dos policiais. Segundo o tenente, havia cinco indivíduos participando do assalto. “Três entraram, armados com revólveres e pistolas, e outros dois foram para os fundos”, descreveu. “Infelizmente, o produto do furto e as outras armas não foram recuperados, nem os outros assaltantes presos”, lamentou. Os detidos foram encaminhados ao 5.º DP (Bacacheri).