Um vendedor de roupas benquisto pela vizinhança em Tijucas do Sul, que foi até candidato a vereador nas últimas eleições, foi morto a facadas dentro de casa na noite de segunda-feira. Apesar da grande quantidade de golpes desferidos contra a vítima, a família acredita que a intenção do assassino era roubar dinheiro.

A esposa de Nilson Cunha de Paula, 44 anos, contou para a polícia que um homem entrou na residência, que fica em uma travessa na Vila Cubas, região central de Tijucas do Sul, e amarrou o casal. A mulher ficou dentro da casa, e Nilson foi levado para um matagal nos fundos, onde foi esfaqueado. O homem fugiu de moto. Ela acredita que outra pessoa o aguardava do lado de fora da residência.

O assassino levou um celular e o dinheiro que Nilson colheu durante o dia cobrando os clientes. Ele vendia roupas de porta em porta. Nilson sofreu um corte profundo no pescoço, e levou várias outras facadas pelo corpo. Uma ambulância encaminhou ele até o Hospital Nossa Senhora das Dores, mas ele já chegou morto.

A esposa conseguiu avisar a Polícia Militar às 20h45. Ela disse que “Nilsinho”, como era conhecido, nunca recebeu ameaças e não tinha inimizades. Por este motivo, a principal linha de investigação é de um crime de latrocínio (roubo seguido de morte). O assassino provavelmente tinha a informação de que a vítima recolheu o dinheiro dos clientes, e por isso decidiu atacar.

Nilson foi candidato a vereador pelo Partido Verde em 2012 e recebeu 127 votos em Tijucas do Sul, mas não foi eleito.