Durou pouco a passagem de Cledinaldo Narciso de Almeida por São José dos Pinhais. O estudante de apenas 15 anos, que veio de Foz de Iguaçu e morava há poucos meses na região metropolitana, foi baleado na cabeça na noite de 17 de fevereiro e morreu na última terça, no hospital local.

Quando Narciso foi internado, a primeira informação recebida pela família apontava que o adolescente teria atirado contra a própria cabeça. O fato não foi esclarecido, mas os parentes contestam esta hipótese. "Ele nunca teve arma e não tinha motivo para se matar. Acreditamos que alguém atirou nele", contou a tia, Océia Narciso, que liberou o corpo no IML.

A polícia também acredita na versão de assassinato. Segundo o superintendente da Delegacia de São José dos Pinhais, Altair Ferreira, duas testemunhas informaram que Cledinaldo foi visto correndo pelas ruas do Jardim Umuarama, onde ele morava, perseguido por outro menino. Foi neste episódio, sustentam testemunhas, que Cledinaldo foi baleado.