Rodrigo Alexandre Bernardes, 26 anos, foi preso na sexta-feira (17), por policiais da Delegacia de Furtos e roubos, acusado de apropriação indébita qualificada e comunicação false de crime.

Segundo o delegado Rodrigo Brown, o rapaz trabalha em uma casa de câmbio, em Ponta Grossa, e veio até Curitiba para buscar dinheiro na matriz desta casa de câmbio e deveria retornar no mesmo dia para os Campos Gerais. No total, Bernardo resgatou U$ 30 mil, 15 mil euros e 2 mil libras esterlinas.

Contudo, o espertinho, com a ajuda de um outro homem, tentou forjar um assalto e acabou se dando mal. “Ele resolveu fazer um lanche no Batel e deixou o dinheiro no carro. Então chamou a polícia e disse que o dinheiro havia sido furtado. Foi trazido aqui na DFR e após uma conversa ele conversou o crime”, disse o delegado.

Após a confissão, o rapaz disse que o dinheiro estaria escondido numa caixa dentro um bueiro, nas proximidades do Teatro Paiol. “Fomos com ele até o local e recuperamos quase todo o dinheiro. Faltam 5 mil euros”, explicou o delegado. A polícia, agora, procura o comparsa de Bernardes, que provavelmente está com o restante do dinheiro.

 

 

 

 

Depois de fazer “negócio” em uma casa de câmbio curitibana, adquirindo cerca de 30 mil dólares, 15 mil euros e 2 mil libras, o espertinho, com a ajuda de um amigo, tentou forjar um assalto e acabou se dando mal. Escondendo o dinheiro em um bueiro próximo ao Teatro Paiol, ele fez boletim de ocorrência alegando ter sido roubado.

O que ele não contava era que a farsa seria descoberta pelos agentes da Delegacia de Furtos e Roubos. Com isso, o rapaz terminou preso e o amigo está sendo procurado pela polícia.

Com informações da repórter Fernanda Deslandes.