A polícia de Rio Branco do Sul esclareceu a confusão entre cortadores de pinus, ocorrida na madrugada de domingo, em Limoeiro, e que resultou nas mortes de Lebrair do Nascimento, de aproximadamente 60 anos, atingido por tiros, e de Sebastião Pereira dos Santos, 57, por golpes de facão.

De acordo com investigações de uma equipe do delegado Kleudson Moreira Tavares, os cortadores de pinus Gerson Faria dos Santos, 19 anos, e Evanir Ivan Gracino dos Santos, 18, beberam em excesso na noite de sábado e começaram a brigar. Gerson levou alguns golpes leves de faca de seu rival e foi para casa, contar a seu pai, Sebastião. Indignado, Sebastião se armou com um revólver calibre 38 e, por volta das 2h de domingo, voltou ao acampamento dos cortadores de pinus, junto com o filho, para tirar satisfações com Evanir. No entanto, de acordo com o que apurou o delegado, Sebastião já teria chegado ao local atirando. Um dos disparos atingiu fatalmente Lebrair.

Os tiros e a morte instantânea de um dos cortadores resultaram numa confusão generalizada no acampamento. No meio das brigas, Sebastião levou facadas e morreu, antes mesmo de chegar ao hospital. O filho dele, Gerson, também levou golpes de faca e permanece internado, em estado grave, no Hospital do Trabalhador, em Curitiba.