Foto: Walter Alves

Eziquiel recebeu três tiros no rosto.

O eletricista Eziquiel Mozart de Miranda, 43 anos, foi assassinado com três tiros no rosto, por volta das 7h15 de ontem, enquanto caminhava em direção ao seu trabalho. O crime foi cometido na Rua Waldemar Pereira da Silva, no Uberaba, a poucos metros da empresa MJ Medeiros, onde a vítima trabalhava há 8 anos.

Moradores relataram que escutaram tiros e, quando saíram à rua para ver o que tinha acontecido, encontraram o corpo de Eziquiel caído sobre a calçada. ?De acordo com populares, a vítima morava ao lado da empresa, mas para chegar ao trabalho era preciso dar a volta na quadra. Foi durante essa volta que ele foi morto?, contou o soldado Edilson, do 20.º Batalhão da Polícia Militar, que atendeu à ocorrência.

A mulher da vítima também conversou com o soldado e informou que Eziquiel não tinha dinheiro e era bem relacionado com os vizinhos. Além disso, segundo o policial, Eziquiel não tinha envolvimento com drogas.

Os investigadores Mello e Joacir, da Delegacia de Homicídios, acreditam que o eletricista tenha sido executado, porém não puderam afirmar por qual o motivo. ?Provavelmente se trata de uma vingança. Foram três tiros no rosto.

Uma execução?, afirmou o investigador Mello. De acordo com os policiais, a autoria e o motivo do crime vão ser investigados.