Dois rapazes foram executados, um na sala e outro no banheiro de uma residência, na Rua do Jatobá, Monte Castelo, em Colombo, às 13h30 deste domingo (23). Os corpos do baiano Danilo Santos Brito, 20 anos, e de Nelson Breme, 25, foram encontrados com marcas de tiros de pistola 380 na cabeça. Nenhum vizinho quis colaborar com a polícia descrevendo os assassinos, que entraram e saíram da pequena casa de madeira em um horário que várias pessoas estavam na rua.

Segundo familiares de Danilo, mesmo ele trabalhando regularmente como pedreiro em uma construção da região, estava envolvido com roubo de carros. “Há quatro meses tirei minha filha e meu neto, de um ano e meio, desta casa. Sabia que algo ruim iria acontecer”, contou Maria Tavares Dias, sogra de Danilo.

Mudança

Ela disse que, há alguns anos, se mudou da Bahia para o interior de São Paulo, onde sua filha conheceu Danilo. Há quatro anos, vieram para Colombo e a filha engravidou do rapaz. “Ele sempre foi bom pai e bom genro, mas esse envolvimento com o crime me incomodava”, desabafou Maria.

O patrão do rapaz, que não quis ter o nome divulgado, disse que sabia da vida paralela do funcionário. “Nunca me intrometi. Na obra ele era um ótimo pedreiro. Dizia que essa vida bandida acabava na cadeia ou no caixão, mas ele não me ouviu”, declarou o empresário.

Passagem

Sobre Nelson, natural do interior do Paraná, a polícia sabe pouco. Ele tinha passagens pelo sistema prisional, mas não informaram o crime cometido. O duplo homicídio é investigado pela delegacia central da cidade.