Cézar, preso por amigos da vítima.

A Polícia Militar prendeu, na tarde de sábado, César Nogueira, 22 anos, autor de um seqüestro relâmpago no Água Verde, em Curitiba. O comparsa de Nogueira, Adriano Bormann – foragido da Colônia Penal Agrícola -conseguiu fugir.

Os seqüestradores estavam armados com um revólver calibre 38. Eles abordaram o lutador profissional Vagner José Tiburcio, na Rua Pasteur. Tiburcio estava esperando a namorada para ir almoçar quando foi surpreendido, por volta das 14h30. Eles pegaram o carro do lutador, um veículo Tipo ano 1995, e seguiram para a Caixa Econômica Federal, na Rua Desembargador Mota, de onde sacaram R$ 30,00.

O porteiro do prédio da namorada de Tiburcio viu o seqüestro e avisou amigos do lutador, que percorreram as redondezas até encontrarem o carro de Tiburcio nas proximidades do Shopping Curitiba.

Quando perceberam que estavam sendo cercados, os bandidos se agitaram e atiraram contra um dos amigos de Tiburcio. O tiro o atingiu de raspão, no braço. Os assaltantes saíram correndo mas Nogueira foi alcançado. A polícia foi chamada e prendeu o criminoso. Bormann continua foragido.

Nogueira contou aos policiais que mora na Vila Guarani, em Colombo, e que foi convidado por Bormann para fazer o assalto. Nogueira não tem passagem pela polícia e disse que a arma que estava com ele é de propriedade do comparsa que fugiu.