A Polícia Civil de Fazenda Rio Grande acredita ter elucidado o assassinato de Jhonni Fernando de Jesus Silva, 23 anos, encontrado morto anteontem de manhã, num matagal do bairro Gralha Azul. Dois rapazes, ambos de 18 anos, foram detidos, mas negaram o crime. Apesar disso, a polícia deve solicitar a prisão preventiva de ambos.

Segundo o superintendente Gerson Camargo, o assassinato de Jhonni ocorreu no sábado à noite. Ele e mais alguns rapazes participavam de uma festa, numa casa do bairro, onde todos beberam demais e se desentenderam.

Os rapazes que discutiram com Jhonni pediram que uma jovem o seduzisse e o levasse a um local ermo. No meio do matagal, no bairro Gralha Azul, o jovem foi assassinado a tiros.

Suspeitas

O corpo só foi encontrado na quarta-feira, mas a polícia já sabia do crime desde segunda, quando soube da festa e da emboscada. Descobriram também, ainda na segunda, os envolvidos na confusão, e desde então procuravam pelos autores.

Os dois rapazes de 18 anos presos ontem alegaram que sabiam do crime, mas negaram participação. No entanto, a polícia não acreditou nos depoimentos e solicitou suas prisões.