Policiais civis do Grupo de Diligências Especiais da 15.ª Subdivisão Policial de Cascavel prenderam, na última segunda-feira, os autores do latrocínio de Hamilton José da Silva, 41 anos, funcionário da Emater/PR. O crime ocorreu na madrugada do dia 25 de março deste ano, numa estrada rural daquele município.

De acordo com informações repassadas pela polícia, a vítima estava de passagem por Cascavel, onde foi morta de forma covarde, segundo relato dos próprios acusados, Donizeti Antonio de Senas e Rafael de Oliveira Vargas, ambos de 18 anos. Eles contam que foram abordados pela vítima na cidade de Lindoeste e combinaram de sair para passear em Cascavel.

No dia do crime, a vítima ligou para um deles e eles seguiram viagem. Depois de ingerir bebidas alcoólicas, eles se deslocaram até o local do assassinato, onde se desentenderam.

Os assassinos atingiram a vitima com vários golpes de pedra. Abandonaram o corpo e fugiram com o veículo da vítima, um Fiesta, placas ANV 2385, e alguns pertences que se encontravam dentro do veículo.

Eles seguiram até uma pedreira no município de Santa Lucia, onde jogaram o veículo no interior de um lago. O delegado chefe da Subdivisão, Amadeu Trevisan Araújo, pediu a prisão preventiva dos acusados, que foi cumprida na tarde de segunda-feira quando os autores foram localizados por uma equipe do GDE em Lindoeste. Eles estão presos no setor de carceragem temporária da 15.ª SDP.