Joelton Rodrigues de Oliveira, 22 anos, e outro jovem, identificado como Tiago de Lima, de cerca de 25 anos, foram mortos a tiros na tarde de ontem, no centro de São José dos Pinhais, logo após assaltarem uma loja de produtos eletrônicos. Eles foram baleados por um soldado da Cavalaria da Polícia Militar, que estava na loja. O município já registra 29 assassinatos, desde o início do ano.

De acordo com o tenente Pedro, do 17.º Batalhão da Polícia Militar, os dois rapazes chegaram à loja, na Rua Barão do Cerro Azul, e mandaram todos deitarem no chão, sem perceber que um dos reféns era policial e estava armado. Colocaram tudo o que queriam numa bolsa e tomaram a chave da moto do policial, a CG 150 placa AMS-3722, que estava parada em frente ao comércio.

Rapidez

O policial visitava o dono da loja e não teria reagido na hora, para não colocar a vida das outras pessoas em risco, já que os assaltantes estavam armados com pistolas, uma calibre 380 e a outra 9 milímetros, ambas apreendidas. O soldado esperou que a dupla saísse para dar voz de prisão. Joelton e Tiago tentaram fugir e sacar suas pistolas, mas o policial foi mais rápido e baleou os assaltantes.

Mesmo feridos, os bandidos fugiram pela contramão e entraram na Rua Paulino Siqueira Cortes. Joelton, que era o garupa, tombou no asfalto, próximo à esquina. Tiago conseguiu pilotar a moto por mais 100 metros. Mas não suportou os ferimentos e caiu com a moto na calçada. Não se descarta a dupla ter apoio de um terceiro marginal, que fugiu ao ver a confusão.

Conhecidos

Joelton e Tiago, moravam no Jardim Itália. De acordo com um investigador da delegacia local e comerciantes, a dupla era suspeita de outros assaltos no centro da cidade, cometidos durante o dia.