Rogério alegou que apenas trocaria a moeda.

Depois de desmantelar uma quadrilha de assaltantes a ônibus de turismo que agia no interior do Estado, os políciais do Grupo Águia prenderam na noite de segunda-feira, mais um suposto participante do grupo. Rogério de Andrade, 24 anos, foi detido em casa com R$ 780, que seriam produto de um assalto cometido há dois meses. Ele teria tido a incumbência de trocar 311 dólares, que correspondem a quantia de R$ 880.

De acordo com o tenente Murbach, do Grupo Águia, no dia 29 de novembro um grupo de estudantes de Maringá fretou um ônibus para passear no Paraguai, quando foram abordados por 13 assaltantes armados, próximo à cidade de Juranda. Os marginais levaram vários pertences dos jovens, como jóias, cameras fotográficas e os dólares.

Prisões

Na semana passada, depois de várias investigações os policiais chegaram até os assaltantes e conseguiram prender, na cidade de Altamira, os envolvidos e 15 armas. “Eles contaram que os dólares estavam com Rogério e com a prisão preventiva decretada, passamos a procurar por ele”, contou o policial.

O rapaz foi detido por volta das 19h30, na Rua Campo Largo, em Colombo, dentro de sua casa. Rogério, que já possui passagem pela polícia, na cidade de Nova Cantu, próxima a Campo Mourão, negou a participação no assalto. “O meu primo me passou os dólares pediu para que eu trocasse pra ele. Não sabia que era dinheiro roubado”, justificou o rapaz, que disse trabalhar em uma metalúrgica, em São José dos Pinhais.