Foto: Alberto Melnechuky
Vítimas estão em estado grave no hospital.

Um casal foi baleado às 22h30 de domingo dentro de sua casa, nos fundos do numeral 1595 da Rua Rio Iguaçu, Jardim Weissópolis, em Pinhais. Luiz Carlos Soares dos Santos, o ?Boy?, 27 anos, foi atingido por quatro disparos, enquanto a amásia dele, uma adolescente de 15 anos, recebeu sete tiros. Os dois foram socorridos pelo Siate e ?Boy? foi encaminhado ao Hospital do Trabalhador, onde permanecia na UTI até a noite de ontem. A garota continua no Hospital Cajuru, também em estado grave.

A partir de informações de policiais militares, o superintendente Valdir Bicudo, da delegacia local, confirmou que o atentado foi motivado por uma dívida de R$ 50,00. ?Boy? é usuário de drogas e sempre as comprava na Vila Trindade (Cajuru), divisa entre Curitiba e Pinhais. Por volta das 18h de domingo, segundo relatou a jovem internada, o casal recebeu a visita de uma amiga, Daniele, acompanhada de um rapaz, que ela não identificou. Eles vieram cobrar a dívida de drogas, com a ameaça de que, se não a pagassem, estariam jurados de morte. Logo que a dupla foi embora, ?Boy? saiu de casa e conseguiu o dinheiro.

Tiros

Por volta das 23h, um Kadett vermelho com dois rapazes – um moreno e o outro claro, ambos de estatura mediana – parou no portão da residência do casal.

Os ocupantes do veículo foram recebidos pelo casal. Eles cobraram a dívida, e após algum tempo de conversa, pegaram um radiogravador da casa como garantia do pagamento. Em seguida, começaram a atirar antes que ?Boy? tirasse o dinheiro do bolso. A garota, que estava sentada no colo do companheiro, relata que mais de 15 tiros foram disparados.

A adolescente ainda relatou a Bicudo que, há certo tempo atrás, uma moça conhecida por ?Giza? morou com o casal, alugando um cômodo da casa. Essa moça seria irmã de Daniele. O policial pede a quem tiver informações sobre ?Giza? que informe a delegacia através dos telefones (41) 3667-1598 ou 3667-4405. ?Ela deve ter informações sobre os marginais que atiraram no casal?, explicou Bicudo.