Lucídio levou três tiros de
revólver e um de espingarda.

A disputa por uma arma de fogo motivou um assassinato, no final da tarde de ontem, em Almirante Tamandaré. A vítima, identificada por populares como José Lucídio, 43 anos, foi alvejada por no mínimo três tiros, em frente a um bar, no início da Rua Ivonete Lady Siqueira, Jardim Cintia Mara, mas caiu morta dentro do terreno de uma residência, onde buscou refúgio, a poucos metros do estabelecimento. O nome do assassino, conhecido na localidade como “Pirilampo”, foi informado aos policias militares que atenderam a ocorrência.

De acordo com uma testemunha – que inclusive chegou a tentar impedir o crime e a fuga do matador – por volta das 17h, uma discussão teve início na frente do bar em virtude de um revólver, que José teria emprestado a “Pirilampo”. Além de não querer devolver a arma, “Pirilampo” a sacou de sua cintura e efetuou vários disparos contra seu conhecido.

Impedido de descarregar o revólver por um morador da localidade (José Carlos), se atracou em luta com o atirador e lhe tomou a arma, jogando-a no chão. Ferido, José saiu correndo e tentou procurar abrigo em uma residência próxima.

Execução

Tomado pela fúria, “Pirilampo” saiu do local do crime e foi até sua casa, nas proximidades, onde apanhou outra arma, uma espingarda. Retornou e terminou o “serviço”. “Pirilampo” agrediu seu rival na cabeça, deferindo um golpe com o cano da espingarda e, em seguida, disparou o tiro final. De acordo com informações dos soldados Paulo e Voigt, depois do tiros, o matador fugiu em um Gol vermelho, seguindo em direção a Colombo e levando as armas utilizadas no homicídio. Os PMs disseram que a vítima seria um ex-presidiário, segundo informações de populares.