O delegado Rubens Recalcatti, da Delegacia de Furtos e Roubos (DFR), acredita ter identificado dois suspeitos de terem cometido assaltos em edifícios ao se passarem por falsos técnicos a serviço da empresa Brasil Telecom. Segundo ele, a confecção dos retratos falados de três indivíduos e a filmagem da atuação de outros dois assaltantes estão auxiliando as investigações. Desde o início do ano, cinco casos foram registrados pela DFR e o prejuízo às vítimas ultrapassa o valor de R$ 500 mil.

Na tarde de terça-feira, o delegado também se reuniu com representantes da empresa de telefonia para discutir o problema. Segundo Recalcatti, eles afirmaram estar verificando a possibilidade de conivência de algum funcionário da empresa no repasse de informações sobre atendimentos à terceiros.