Valdecir não ouvia os
conselhos da família.

A raiva tomou conta do assassino ou assassinos de Valdecir Ferreira Pinto, 24 anos. Ele foi encontrado morto, jogado dentro de uma valeta, à margem da Rua Juri Danilenko, Jardim Holandês, em Piraquara, por volta das 7h de ontem. O jovem teve a cabeça esfacelada por golpes de pedra e o pescoço todo retalhado a facadas. No local, poucas informações foram obtidas pelos policiais militares do 17º Batalhão, que prestaram atendimento à ocorrência.

De acordo com o cabo Sinque, a vítima foi atacada quando, provavelmente, retornava para sua casa. Valdecir foi golpeado inúmeras vezes no pescoço com uma faca de cozinha. A ferocidade do ato fez com que a arma quebrasse e um pedaço da lâmina pode ter ficado no corpo da vítima. Não satisfeito com as facadas, o assassino ainda utilizou uma pedra pesada para desferir golpes na cabeça do rapaz, então indefeso. Para finalizar a barbárie, a vítima foi arrastada por alguns metros e jogada dentro de uma valeta. Um rastro de sangue delimitava o cenário do assassinato. Ao lado do corpo, na valeta, estava a pedra, também manchada de sangue.

Antecedentes

Conforme a polícia, a vítima já possuía antecedentes criminais por uso e tráfico de drogas e participação em um homicídio. “O pai relatou que Valdecir era uma pessoa problemática e que não aceitava os conselhos da família para não se envolver em crimes”, contou o cabo. O policial acredita que havia pelo menos quinze perfurações no pescoço da vítima. Sobre a autoria do crime, foi levantado no local o nome de um suspeito (Marcos), que será repassado à delegacia daquela cidade, responsável pela investigação. A Polícia Científica compareceu ao local e recolheu o cabo da faca utilizada no crime.