O desempregado Marcos Antônio Veiga, 34 anos, morreu na porta do barraco em que passou a madrugada de ontem. O corpo foi encontrado somente às 11h25, na Rua 6, esquina com Desembargador Cid Campelo, Vila Barigüi 2, Cidade Industrial de Curitiba. Marcos, que era pai de dois filhos, levou dois tiros nas costas e um no coração. Apesar da proximidade de várias outras moradias, ninguém comentou o horário do crime. "Só soubemos que foi de madrugada. A população não informa nada por medo de represálias", falou o soldado Farias, do 13.º Batalhão da PM.

Chorando muito, a mulher da vítima, Miriam, disse que Marcos morava perto e saiu de casa à meia-noite de sábado. Ele estaria bebendo com conhecidos, cujos nomes ela não soube dizer. Segundo a mulher, o desempregado já foi preso e saiu da cadeia em 1998 – embora a PM não tenha encontrado antecedentes numa primeira consulta à sua ficha criminal. Miriam disse não desconfiar que motivo alguém teria para matar o companheiro. O soldado Farias cogita uma ligação com o tráfico de drogas. (Carlos Simon)