Desaparecida desde a noite de terça-feira, Marilda de Fátima da Silva, 25 anos, foi encontrada morta, às 15h de ontem, em uma chácara, na Rua Engenheiro Gilberto Higino da Costa, Vila Militar, em Piraquara. A mulher, que era mãe de dois filhos, de 6 e 4 anos, tinha sinais de agressão física.

Os soldados Marcelo e Durval, do 17.º Batalhão da Polícia Militar, estiveram no local e disseram que foi o marido de Marilda, Ademir José Ferreira, que encontrou o cadáver. “Ele estava procurando a mulher pela região até que viu o corpo, em uma parte descampada”, contou Marcelo.

O marido disse que, na noite de terça feira, Marilda já tinha dado banho nas crianças e preparado o jantar, quando ele chegou do trabalho. “Fui tomar banho e quando sai do banheiro ela já não estava em casa e as crianças estavam sozinhas”, contou.

Mudança

Segundo ele, a família morava em Roncador, interior do Estado e estava em Piraquara há pouco mais de seis meses. Os dois trabalhavam em uma chácara da região, ele fazendo serviços gerais e ela de limpeza.

“Um tempo atrás, minha esposa recebeu a ligação de uma mulher, que a ameaçou de morte. Ela achava que a Marilda tinha um caso com o marido dela, mas isso não aconteceu. Essa história passou. Não imagino mais nada que motivasse o crime”, relatou Ademir.

O delegado Osmar Feijó, da delegacia do município, disse que o caso já está sendo investigado e que tem uma linha de trabalho, mas prefere mantê-la em sigilo para não atrapalhar as investigações.