O deputado estadual Ailton Araújo (PTB) sentiu na pele o que é ser vítima de um seqüestro relâmpago, crime que está "em alta" na capital do Estado. Na tarde de segunda-feira, o carro do deputado (Golf prata) estava parado em frente a um estabelecimento comercial, no bairro Santa Cândida, e dentro dele estava a esposa.

Dois homens armados fizeram a abordagem da mulher e ficaram à espera do deputado, que também foi rendido e obrigado a sentar no banco do passageiro. Um dos assaltantes pegou a direção do veículo enquanto o comparsa foi para o banco traseiro, vigiar a esposa de Ailton.

Os ladrões pareciam não conhecer bem a cidade e aparentavam certo nervosismo. Queriam sair de Curitiba, mas não tinham idéia de que caminho seguir. O casal foi abandonado no bairro Uberaba, na BR-116, sentido sul. Os marginais levaram além do Golf, placa AKS-4459, dois celulares pertencentes às vítimas. Os ladrões foram descritos como jovens, entre 20 e 23 anos, um moreno e outro branco.