O delegado-geral da Polícia Civil, Marcus Vinícius Michelotto, se reuniu nesta quarta-feira (23) com parte dos delegados subdivisionais da região oeste do Estado, em Foz do Iguaçu.

Durante o encontro, que contou com a participação do delegado-chefe da Divisão Policial do Interior (SPI), Julio Reis, foram abordados assuntos técnicos das unidades da Polícia Civil e discutidas metas que deverão ser projetadas para o segundo semestre.

Para Michelotto, a realização do encontro possibilita uma integração maior entre o Departamento da Polícia Civil e as delegacias do interior. “Essa aproximação com as delegacias do interior do Estado nos permite saber quais os principais anseios dos delegados que nos repassam informações importantes para planejar e aplicar ações que possam melhora o atendimento à população”, afirma.

Readequação

Michelotto aproveitou a oportunidade para ratificar aos delegados as novas determinações da Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp) quanto ao gerenciamento de recursos destinados à Polícia Civil.

“As decisões do secretário da Segurança e do governador estão sendo trazidas para os subdivisionais, para as readequações administrativas que já estão sendo tomadas pelo Departamento da Polícia Civil, principalmente com relação à utilização de recursos”, disse.

Segundo Michelotto, as readequações já vinham sendo realizadas pela Sesp desde o ano passado. Por ora, o Departamento da Polícia Civil está efetuando uma análise minuciosa das contas de diárias e demais gastos do fundo rotativo.

O delegado-geral revelou que deve designar nos próximos dias um delegado para chefiar o Grupo de Apoio Financeiro (GAF) da Polícia Civil, com o objetivo de realizar uma readequação da gestão dos recursos.

“Estamos fazendo uma auditoria em todas as contas da Polícia Civil, mesmo não acreditando em desvios, porém, se houverem tomaremos todas as atitudes cabíveis”, disse.