enkontra.com
Fechar busca

Painel do Crime

Delegado dá dicas de como inibir a ação dos criminosos

Essa época do nao é muito visada por golpistas e criminosos

  • Por Polícia Civil

Com a chegada das festividades de final de ano, o movimento em lojas, shoppings e supermercados cresce significativamente em todo o país. Entretanto, não são só as vendas que crescem, os furtos e roubos nessa época se tornam mais comuns. O delegado adjunto da Delegacia de Furtos e Roubos (DFV), Rodrigo Souza, deu algumas dicas para evitar esses crimes que podem acontecer a qualquer momento.

Nas épocas festivas é muito comum que as pessoas viagem deixando suas residências vazias. “O ideal é que se avise os vizinhos de que vai viajar para que haja uma certa ‘vigilância solidária’ no local”, disse o delegado.

Muitas pessoas tendem deixar a luz acesa quando viajam, o problema é que o ideal é deixar a luz apagada, pois se ladrão ver a luz acesa na residência pela parte do dia, vai perceber que casa está vazia. “Porém, se os aparelhos ligam e desligam automaticamente conforme a programação, deixá-los ligados é uma forma positiva para inibir os criminosos”, salientou Souza.

Joias de valor e dinheiro são duas coisas que não podem ficar na residência diante da ausência dos donos da casa. “A melhor maneira é deixar objetos de valor e dinheiro em uma agência bancária antes de seguir viagem. Deixar a chave de sua residência em um local inapropriado como debaixo do tapete ou próximo à janela, por exemplo, é uma deixa para que o ladrão a encontre. Levar a chave é o ideal”, explicou o delegado.

Em locais onde circulam muita gente, como comércios, banco ou nas ruas é preferível que se ande com objetos que não chamem muita atenção. Pagar com cartões de crédito é o mais seguro e evitar falar ao telefone na rua também.

“Levar bolsas menores em locais muito cheios. Evitar bolsa aberta e colocá-la para frente além, de não deixar dinheiro solto e não aceitar ajuda de estranhos evitando saques à noite, são maneiras de evitar ser vítima desses crimes”, disse.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Últimas Notícias

Mais comentadas