Foto: Fábio Alexandre/Tribuna

Assassino chamou vítima pelo interfone.

Maurício Gomes, 39 anos, foi baleado mortalmente por volta das 22h30 de terça-feira, em frente ao edifício onde residia, na Rua Júlia da Costa, Bigorrilho. Encaminhado ao Hospital Evangélico, não resistiu ao ferimento.

A motivação para o crime ainda é desconhecida da polícia, mas o assassinato foi premeditado.

A vítima estava em seu apartamento, quando o interfone soou. Era um desconhecido que gostaria de subir ao apartamento para entregar, pessoalmente, o currículo para uma vaga de serviço. Maurício era responsável pela seleção de candidatos para uma empresa.

Maurício não permitiu a entrada do indivíduo, informando-o para esperar em frente ao condomínio que ele desceria para receber o envelope. Assim que os dois se encontraram, o desconhecido chamou a vítima pelo nome e, em seguida, sacou a arma e atirou. Maurício ainda tentou escapar, mas foi atingido por um tiro na barriga. O atirador fugiu a pé. Ele foi descrito como moreno escuro, 1,70m de altura e cabelo curto.

O Siate foi acionado e encaminhou o baleado até o Hospital Evangélico. Uma das testemunhas relatou aos policiais da Delegacia de Homicídios que o desconhecido já havia sido visto na última semana, por três dias alternados, rondando o condomínio. Maurício residida no imóvel há aproximadamente três meses e não tinha inimizades aparentes.

Causa

De acordo com a delegada Iara Dechiche, foram recolhidos o telefone celular da vítima e alguns documentos que podem auxiliar no desenvolvimento dos trabalhos policiais. Duas informações importantes devem ser averiguadas pela DH.

A primeira é que a vítima havia feito um empréstimo alto a um conhecido (valor seria de R$ 25 mil), que deveria ser pago até dias antes do Natal. A pessoa que realizou o empréstimo deixou o seu carro como garantia. A outra, diz respeito à informação de que Maurício teria recebido ameaças, por e-mail, de uma ex-namorada. Além disso serão verificadas as ligações recebidas pela vítima recentemente, principalmente as que antecederam a execução.