Crianças que lotavam um ônibus escolar foram testemunhas de um assassinato em Mandirituba. Dois homens em uma moto azul acertaram quatro tiros no serrador Adir Sebastião dos Santos, 32 anos, que caiu morto na Estrada Principal de Águas Claras, bairro de mesmo nome, às 7h15 de ontem.

Um ônibus escolar passava pela estrada no exato instante em que o crime era cometido. O motorista teve que frear e só seguiu caminho quando o corpo já estava estendido no chão. Adir, que era pai de quatro filhos e morava na região, levou dois tiros no peito, um na cabeça e outro no braço.

Suspeitos

Testemunhas apontaram dois irmãos, chamados Cláudio e Rodrigo, como os autores do crime. “Um estava com capacete, e outro sem. Deduz-se que sejam os dois”, disse o sargento Braz Jorge Barbosa, da Polícia Militar, principal autoridade da delegacia de Mandirituba. Apenas o numeral da placa da moto foi repassada à polícia: 1745.

Segundo o sargento, os motivos do crime ainda são incertos. Mas moradores das redondezas afirmam que vítima e acusados tiveram sério desentendimento dentro de um bar, na véspera do assassinato.