A Polícia Civil de Cantagalo, região central do Paraná, investiga a morte de um homem, atingido por um tiro no rosto no fim da tarde de segunda-feira. Ele estava em casa comendo, por volta das 17h, quando o filho, de cerca de três anos, saiu do quarto com uma carabina calibre 44. Em tom de brincadeira, o menino teria dito “polícia” e atirado contra o rosto do pai.

De acordo com o investigador Adalto Cordeiro, a vítima foi socorrida por vizinhos e levada ao hospital, onde chegou morto. Na casa, estavam o pai, a mãe e a criança. Policiais estiveram no local, mas a esposa da vítima estava abalada com o caso e só conseguiu relatar que foi o filho que teria atirado.

De acordo com o investigador, o gatilho daquela arma não é “pesado”.