O garoto Renan Felipe de Oliveira Matos, 13 anos, está internado em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), do Hospital Angelina Caron, por causa da surra no banheiro de uma igreja, onde participava de um projeto da Prefeitura de Colombo, no final da tarde de terça-feira. O adolescente respira por aparelho, em coma induzido.

Conforme apurado pela polícia, Renan fazia atividades físicas, pelo projeto “Bombeiro Aprendiz”, com uma turma de 32 alunos, no pátio da igreja, na Rua Genésio Moreschi, Jardim Guaraituba. Pouco depois das 16h, de acordo com os colegas, ele pediu ao professor para ir ao banheiro.

Quase 15 minutos depois, desconfiado da demora, o professor foi ao banheiro e encontrou o adolescente caído, com vários ferimentos, principalmente na cabeça. Renan foi socorrido pelo Siate e encaminhado no helicóptero da Polícia Rodoviária Federal (PRF) até o Hospital Angelina Caron, em Campina Grande do Sul.

Celular

O agressor ainda não foi identificado, mas surgiram comentários de que o crime teria sido praticado devido ao sumiço do aparelho celular de outro adolescente participante do projeto. O delegado Guilherme Fagundes, da delegacia do Alto Maracanã, deverá ouvir, ainda nesta semana, familiares da vítima e os responsáveis pelo “Bombeiro Aprendiz”, para confirmar as informações e identificar os autores das agressões.

Em nota oficial, a Prefeitura lamentou o ocorrido e informou que está prestando assistência aos familiares de Renan e apoiando os órgãos responsáveis pelas investigações. De acordo com a nota, o projeto “Bombeiro Aprendiz” está em atividade desde 2010, para integrar jovens em atividades educacionais, culturais e esportivas.