O corpo de uma mulher, encontrado quarta-feira passada debaixo do Viaduto dos Padres, na BR-277, Serra do Mar, pode ser da psicóloga Rejane Neppel Godoy, 44 anos, desaparecida desde começo do mês passado. O corpo já estava em avançado estado de decomposição e, por isso, não foi possível fazer o confronto de impressões digitais.

Há informações que a polícia já solicitou exames complementares no Instituto Médico-Legal (IML) de Paranaguá, como DNA e de arcada dentária, para confirmar se é a psicóloga.

O que leva à desconfiança de que o corpo seja de Rejane é porque as roupas do cadáver se parecem com as que ela usava quando sumiu, calça jeans e jaqueta bege.

Sumiço

Rejane trabalha no Departamento de Saúde Ocupacional da prefeitura. Desapareceu dia 5 de abril, quando foi almoçar. Deixou o computador ligado, um trabalho em andamento sobre a mesa, desceu os nove andares de escada e saiu do prédio na Avenida João Gualberto, no Juvevê, às 12h11, conforme registraram as imagens das câmeras de segurança. Até agora, ninguém sabe de seu paradeiro.