Confessa que matou desafeto a machadadas

Paulo Roberto Batista do Rosário, 43 anos, foi preso ontem pela Delegacia de Homicídios, suspeito de ter matado a machadadas Edson Luis Portugal, 38, em 7 de maio, porque a vítima pegou seu colchão.

Paulo declarou à imprensa que Edson era usuário de drogas e o ameaçava de morte, caso ele não lhe desse dinheiro para comprar entorpecentes. O entrevero entre os dois ficou mais intenso depois que Edson pegou um colchão de Paulo sem autorização.

No dia em que foi tirar satisfações, de acordo com as investigações, Paulo usou um machado que estava na casa para atingir a vítima. O machado foi apreendido. Paulo foi preso em flagrante por ameaça na madrugada de ontem, quando coagia familiares de Edson a não depor contra ele. Ele já cumpriu pena por furto e foi transferido ao Centro de Triagem II, em Piraquara.