Setenta e três anos de prisão é o total das penas impostas pela juíza Fabiane Pieruccini, da 14.ª Vara Criminal de Curitiba, aos três indivíduos que assaltaram e mataram a artista plástica Irene Rolek, 87 anos, em 6 de agosto do ano passado.

O julgamento, por latrocínio (roubo com morte), foi realizado no dia 4. Alisson Henrique Cordeiro foi condenado a 22 anos e 6 meses de reclusão; João Maria Alves Filho, a 22 anos; e Cláudio Marques dos Santos, a 26 anos e 6 meses. Um adolescente também participou do roubo e cumpre medida socioeducativa de internação.

Confiança

Irene morava com a irmã, Sophia Rolek, 86, numa casa antiga no Alto São Francisco. Sempre que precisavam de alguém para executar serviços gerais, procuravam por Alisson e João, que cobravam preços abusivos.

Para trocar uma torneira, eles chegaram a cobrar R$ 5 mil. Como elas não tinham noção de preço de mercado, pagavam. Acreditando que elas possuíam muito dinheiro em casa, os dois decidiram roubá-las.

Eles entraram pelo telhado, mas o forro cedeu e acordou as moradoras, que começaram a gritar. Elas foram espancadas e Irene morreu na hora. Sophia foi hospitalizada, mas se recuperou e foi para uma casa de repouso, no interior do Estado.