A polícia utilizará novos computadores para pegar carro com irregularidades e instituirá a Polícia Escolar Comunitária. O anúncio foi feito ontem pelo governador.

Computadores portáteis (laptops) auxiliarão a monitorar o trânsito nas principais cidades do Estado e em algumas estradas. Com a utilização de um software desenvolvido pela Companhia de Informática do Paraná (Celepar) será possível que, em poucos minutos, descobrir se um carro está transitando em situação regular. Para isso basta que seja digitado o número da placa do veículo, que o sistema mostrará a marca do veículo, modelo e cor. Além disso, vai indicar se o carro é roubado e se está com o pagamento do IPVA e licenciamento em dia.

O software acoplado aos novos laptops vai substituir o sistema de fiscalização digital, que funcionava no governo anterior junto ao Detran, ao custo de R$ 500 mil por mês. Inicialmente, os equipamentos vão funcionar em blitze em Curitiba, Londrina, Cascavel, Maringá e Foz do Iguaçu, e também nas estradas.

Patrulha

O programa Patrulha Escolar Comunitária vai funcionar a partir da próxima semana, inicialmente em Curitiba e Região Metropolitana e em Londrina. Para a sua implementação, foram comprados 30 Gol, para Curitiba e região, e seis para Londrina. Cerca de 100 policiais militares foram treinados para atuar especificamente no programa, que visa a mudar o comportamento da comunidade escolar.

Os policiais farão desde a análise das condições físicas de segurança das escolas até orientar o comportamento de crianças, pais, professores, diretores e funcionários dos estabelecimentos. Os policiais pretendem orientar professores e diretores para que mantenham a disciplina e, junto aos alunos, vão trabalhar para que resistam aos apelos feitos por traficantes e assaltantes.