Comerciantes da região de Curitiba que pretendiam fazer compras na Rua 25 de Março, em São Paulo, foram assaltados na BR-116, próximo à represa do Capivari. Uma passageira foi baleada na barriga de raspão. Quando o ônibus da empresa Riobrantur cruzou a praça de pedágio, por volta das 20h, dois bandidos que viajavam infiltrados, cobriram o rosto e anunciaram o assalto.

Segundo os demais passageiros, o grupo havia embarcado às 18h30, em Rio Branco do Sul, e os dois suspeitos entraram no ônibus em Tranqueira, Almirante Tamandaré. Armados, eles obrigaram o motorista entrar na estrada do Morro Branco, perto da ponte do Rio Tucum. Carros davam cobertura e outros dois bandidos subiram para ajudar no arrastão.

Já no fim do assalto, antes de fugir, um dos bandidos baleou a comerciante, de aproximadamente 50 anos, que é moradora do bairro Açungui. Outra passageira conseguiu correr para o matagal e ligar para a polícia. Os quatro assaltantes fugiram, abandonando um Polo preto, mas que exibia placas de um Gol de São José dos Pinhais. Minutos mais tarde, por volta das 21h10, a vítima ferida foi socorrida e levada de ambulância ao hospital.

“Certamente os bandidos fugiram em outro carro. Os dois que viajavam conosco foram indicados por outra passageira. Ninguém viaja neste grupo sem indicação. Se eles não usaram documentos falsos, basta checar a lista de nomes”, indicou o vendedor ambulante Calil, que estava com a esposa. “Na hora do assalto, os quatro estavam com rostos cobertos. Usaram as armas para agredir alguns passageiros”, descreveu.

Policiais militares do 22.º Batalhão e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) patrulharam as estradas de terra da região, que é conhecida como Terra Boa, mas ninguém foi detido. Como a chave do ônibus roubado também tinha sido levada pela quadrilha, os passageiros aguardaram no acostamento da rodovia, no escuro e debaixo de garoa, até às 23h, quando outro ônibus chegou para levá-los para casa.