Átila Alberti
Edivaldo foi seqüestrado na noite de sexta-feira.

Com cinco tiros no rosto e no peito, o comerciante Edivaldo Espíndola de Lima, 54 anos, proprietário de um mercado em São José dos Pinhais, foi encontrado morto, na manhã de sábado, na Estrada da Campininha, Botiatuva, em Piraquara. Ele não portava documentos e o corpo só foi identificado por familiares no Instituto Médico-Legal. Suspeita-se que Edivaldo tenha sido vítima de uma vingança.

Ele estava no mercado, na noite de sexta-feira, quando o estabelecimento foi assaltado e ele foi levado como refém, em seu próprio carro. No entanto, o número de tiros disparados contra a vítima leva a supor que o assalto foi uma simulação para a execução do comerciante.

O veículo de Edivaldo, um Siena prata, foi encontrado em Piraquara. Poucas horas depois, e não muito longe dali, o corpo dele foi localizado por um morador da região. Vizinhos disseram ter ouvido os tiros e percebido a movimentação de mais dois automóveis na estrada. O caso está sendo investigado pela delegacia de São José dos Pinhais.