A Polícia Civil de Londrina informou que solucionou o mistério envolvendo o assassinato da estudante Amanda Rossi na Universidade do Norte do Paraná (Unopar), em Londrina. O crime ocorreu em 27 de outubro de 2007, na casa de máquinas da piscina da universidade.

Segundo as investigações, três pessoas teriam participado diretamente do assassinato. Dayane de Azevedo, de 24 anos, Luiz Vieira da Rocha, de 34 anos, e Alan Aparecido Henrique, de 29. A polícia tomou como base o depoimento de Dayane, que afirmou ter chamado a universitária até o local do crime.

No local, Alan teria enforcado Amanda e depois ameaçado Dayane de morte, caso contasse o fato para alguém. Eles teriam cometido o crime para receber R$ 3 mil reais, no entanto, ainda não se sabe os motivos que teriam para tal.

Há suspeitas de que uma professora da própria universidade seria a mandante do crime. Esta linha investigativa não foi confirmada pelo Secretário de Segurança Luiz Fernando Delazari, que convocou uma entrevista coletiva.

Com a conclusão do inquérito, ficou decretada a prisão preventiva dos suspeitos.