Cinco homens detidos e a apreensão de 250g de cocaína, 680g de maconha, duas espingardas (carabina), uma balança de precisão, papeis para embalar drogas, R$ 578,00 e U$ 2,00. Este é o resultado de uma ação do Grupo Samurai da Polícia Militar, no início da noite desta terça-feira (17), no bairro Tabuleiro, em Matinhos, Litoral do Estado.

De acordo com o tenente Fabian Borges Ogura, oficial de operações Matinhos, informações passadas ao 181-Narcodenúncia levaram aos suspeitos. “Tivemos a informação de que um homem realizava tráfico na região do Tabuleiro e a partir daí o serviço de inteligência da PM passou a investigá-lo”, disse.

O tenente Ogura informou ainda que o primeiro suspeito foi abordado por policiais militares e indicou a casa onde os outros foram encontrados. “Eles embalavam drogas para venda na residência e, quando agimos, tentaram jogar os entorpecentes pela janela, mas foram detidos”, contou. Os detidos foram encaminhados à Delegacia de Matinhos, juntamente com o material apreendido.

Com a chegada do Carnaval a Polícia Militar intensifica as ações para combater o tráfico de entorpecentes. “Trabalhamos preventivamente com a intenção de proporcionar festas tranquilas aos visitantes e moradores do litoral paranaense”, explica o oficial de operações.

“Onde há concentração de pessoas o traficante procura estar presente para comercializar o seu produto e, no carnaval, não seria diferente. Partindo deste pressuposto, a polícia amplia os trabalhos e evita que grande parte das drogas cheguem ao consumidor final, interrompendo os efeitos dela”, relata Ogura.

Para ele, as apreensões de entorpecentes, em geral, reduzem ocorrências mais graves provocadas pelo tráfico, como, por exemplo, assaltos e homicídios. “Sem falar que o usuário também provoca insegurança na população, que teme furtos e outros delitos”, explica o tenente.

Segundo Ogura, o 181-Narcodenuncia é um grande aliado no combate ao tráfico de drogas. “Sem a ajuda da comunidade é mais difícil localizar entorpecentes, principalmente pela ousadia dos traficantes que escondem o produto em locais estratégicos”, finaliza.