Detentos foram removidos
com forte aparato policial.

Às 14h de ontem teve início mais uma transferência de presos provisórios para a Casa de Custódia, inaugurada na semana passada. Mais cem detentos de cinco distritos e de duas delegacias especializadas (Vigilância e Capturas e Furtos e Roubos) foram levados à nova unidade prisional, na Cidade Industrial, que já conta com 300 presos.

Todos os detidos transferidos foram reunidos no 8.º DP (Portão), de onde partiu o comboio composto por 22 viaturas e 110 policiais civis e militares. Mais uma vez a operação foi acompanhada de perto pelo helicóptero do Centro de Operações Aéreas da Secretaria da Segurança.

Essa foi a terceira remoção de presos para a Casa de Custódia, que tem capacidade estimada para 450 homens. Ainda nesta semana deve ocorrer a última transferência. A intenção do governo é desativar a carceragem de oito distritos policiais e de uma delegacia da capital. Segundo a polícia, os locais que continuarão com presos têm boa estrutura e com a redução do número de detentos, os distritos vão ficar em situação perfeitamente administrável.