Após quatro dias de investigações, policiais da delegacia de Maringá elucidaram o latrocínio (roubo com morte) do empresário Rubens Orlandine, que aconteceu sábado naquele município. Apontados como autores do crime Alex Sandro Pasian, 19 anos; Eder de Jesus Sperduti, 18, e Dule Henrique Alfredo, 22, foram presos e um adolescente de 16 anos foi apreendido. A polícia ainda procura uma garota – também de 16 anos – que teria envolvimento com o fato. Com os acusados foram apreendidos R$ 1.500,00, a motocicleta Honda placa AIC-2139, um revólver calibre 38 e uma pistola.

De acordo com o delegado Marcolino Aparecido da Costa, da 9.ª Subdivisão Policial de Maringá, os policiais apuraram que um dos integrantes do grupo trabalhava na cidade de Sarandi, próxima a Maringá. "Quando foi abordado pelos policiais, Alex Sandro confessou que pilotou a motocicleta durante a fuga e apontou onde ela estava escondida", contou Marcolino. Na casa do suspeito os policiais ainda encontraram o dinheiro que teria ganho pela sua participação no crime.

Acusação

Marcolino salientou que Alex Sandro atribuiu ao garoto de 16 anos a autoria do tiro que acertou o empresário. "Ele disse ainda que a arma usada no roubo estava na casa de Eder, que foi incumbido de escondê-la", contou o policial. O delegado disse que ao ser encontrado, Eder alegou que temendo que a polícia achasse a arma, levou-a para Dule Henrique. As armas estavam guardadas na mochila do rapaz. Ainda, de acordo com as investigações, as dicas sobre o roubo contra a loja do empresário foi dada por uma funcionária da vítima, que tem 16 anos, e desapareceu após o crime. A garota teria informado o melhor dia e horário para realizar o roubo.