enkontra.com
Fechar busca

Painel do Crime

Capitão briga em bar e acaba preso

  • Por Clewerson Bregenski

Um desentendimento dentro do Bar e Lanchonete Giba – situado em frente ao terminal da Vila Oficinas – resultou na prisão do capitão Samuel Kiskoski, da Polícia Militar, na tarde de domingo. O oficial, que era comandante da Companhia da Guarda Interna da Penitenciária Central do Estado (PCE), foi detido por policiais da Ronda Ostensiva de Natureza Especial (Rone) e levado para o quartel, onde está recolhido. Uma queixa contra ele foi oficializada no 6.º Distrito Policial (Cajuru), pelas pessoas a quem ele ameaçou. O oficial irá responder um termo circunstanciado no âmbito da Polícia Civil e um inquérito policial militar, no âmbito de sua própria corporação.

Segundo consta, o oficial estava à paisana mas portava consigo a arma de propriedade da PM. Aconteceu um desentendimento no bar e mesmo se identificando como PM, Kiskoski não foi respeitado. Diante da situação, ele teria puxado sua arma e realizado disparos para o alto com o objetivo de intimidar os demais presentes no estabelecimento.

De acordo com o proprietário do bar, vários clientes estavam alcoolizados inclusive o capitão, o que provavelmente deve ter dado início à discussão.

Com o tiroteio no interior do estabelecimento, algumas viaturas da PM cercaram o local e o oficial, após contido, foi conduzido para o quartel. Além de sofrer as sanções previstas para a situação, Kiskoski também será submetido a análise psicológica, conforme afirmaram seus superiores.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas